Nem Sempre Zen

Ferramentas de Autoconhecimento e Desenvolvimento Pessoal by Patrícia Zen

Nem Sempre Zen

Prendas de Natal com amor e alma

Ai o Natal, o Natal….

Sim, eu sei, é cedo – ou então não, já há tanta malta a fazer a sua árvore de Natal!…

Mas o timing para mim é o correcto porque este provavelmente será o único artigo dedicado ao Natal que escreverei no site…. por isso aproveitem… eheh

 

 

Nem Sempre Zen – começa o frenesim das compras….

 

 

Começa o frenesim

 

Já começa a loucura nos centros comerciais, o trânsito, o pessoal a atropelar-se a comprar desenfreadamente, a satisfazer caprichos, a preencher o vazio….

Quase que poderia apostar que todos vocês (ou quase todos) têm aversão ao consumismo (e ao desperdício) da época do Natal.

 

 

 

 

 

 

Quem tem crianças, eu entendo, que é uma altura mágica, cheia de brilho e fantasia.

Há mesmo quem opte por não dar prendas mas quase todos os pais têm um mimo no sapatinho dos seus pequenos.

 

 

Por mim não havia Natal

 

Nada de trocas. nada de vaidades e nada de fazer fretes. Por mim, haveria convívio entre amigos e família todo o ano.

O Natal, como se vive actualmente, na minha opinião de adulta cujas pessoas mais importantes da vida (excepto a mãezoca e o maridão) já desapareceram fisicamente, é vazio.

 

 

Eu e o husband, face à insistência da famelga em trocar prendas (bem tentámos dissuadi-los mas é um esforço inglório) decidimos já há uns anos – aliás a iniciativa foi dele – oferecer aquilo que designamos de prendas solidárias.

Todos os anos escolhemos uma associação e fazemos uma de duas coisas:

  • Ou um donativo em nome de cada membro da familia;
  • Ou compramos produtos feitos pelos utentes de uma instituição – por exemplo costumamos comprar bolachinhas e compotas feitas pelas mamãs apoiadas pela associação Ajuda de Mãe.

 

 

As minhas sugestões

 

Tendo em conta que muitos de vocês gostam de fazer uma oferta e já que vão gastar dinheiro, escolham bem! Por isso aqui estão as minhas sugestões para quem vai oferecer algo no Natal:

 

– Apoiar instituições de solidariedade social cujos utentes fazem doces ou artesanato, adquirindo os seus produtos;

– Ir às feiras solidárias que se fazem por esta altura e ajudar as IPSS, os pequenos artesãos e o comércio local;

– Dentro dos vossos contactos das redes sociais que têm pequenos negócios, oferecer:

  • incensos artesanais;
  • uma aula de yoga;
  • uma sessão de  massagem ayurvédica;
  • uma consulta ou curso de reiki;
  • uma  leitura de aura;
  • uma entrada para um concerto de taças tibetanas,
  • um workshop ou evento cultural que inspire a alma;
  • produtos bio, orgânicos, de higiene pessoal, beleza – os sabonetes, as velas de soja, os anéis e pulseiras, etc.

– Fazerem vocês próprios alguma coisa, nem que seja um postal com um poema saido da vossa imaginação ou um bolo saudável (sem açúcares assassinos e óleos mafiosos).

 

 

Nem Sempre Zen – Comprem de forma consciente ou, se puderem, façam voluntariado – é uma bela prenda de Natal não acham?

 

 

Comprem coisas feitas com dedicação, com paixão e honestidade, que alimentem a alma e que verdadeiramente façam a diferença (para todos).

Mais importante, se puderem vão dar um pouco do vosso tempo, como voluntários, para ajudar alguém ou algum projecto social.

 

 

 

Partilha
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] PorJoana | Novembro 26, 2018 | Sem comentários | Escritos da Alma, Reflexões Já há uns dias que a Patrícia do site Nem Sempre Zen me inspirou a escrever este post, e hoje foi o dia para o fazer. Podem aproveitar e espreitar o artigo dela aqui […]

error: