Nem Sempre Zen

Ferramentas de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal

Nem Sempre Zen

O Reiki como ferramenta de autoconhecimento

O ano passado, após uma leitura da aura, quando me perguntaram porque é que eu não fazia Reiki, senti na alma que aquele caminho me era familiar e ao mesmo tempo fiquei tanto curiosa como apreensiva.

 

O Reiki é uma terapia complementar, no âmbito das Terapias e Medicinas de Campo Bio Energético

 

 

O 1º contacto com o Reiki

 

Quem conhece minimamente o meu percurso sabe que há cerca de 20 anos atrás eu era cristã praticante, fazia voluntariado e dava apoio espiritual. A imposição de mãos era uma prática comum nos cultos da instituição que eu frequentava (dai que o Reiki não fosse uma prática estranha).

 

Mas no meio de tanta virtude, na igreja, também havia – como em tudo – muitas coisas que não eram correctas e contra as quais me revoltei.

Depois de quase 6 anos no serviço ao outro, bati com a porta. Levei comigo muita aprendizagem às costas, do que fazer e sobretudo do que nunca mais fazer e / ou aceitar.

 

Antes de fazer o 1º nível pesquisei muito sobre o que era isto do Reiki e comecei a receber tratamento à distancia para tomar contacto com a energia.

A minha resistência veio de que não queria cair em mais uma religião ou filosofia regrada e castradora.

Felizmente, o Reiki não é nada disso. Pelo contrário. Por isso fui fundo e pouco tempo após o 1º, avancei para o 2º Nível de Reiki. Aceitei a proposta do universo e abri a porta a este mundo.

 

A importância do autotratamento

 

Antes de usarmos a energia Reiki para ajudar os outros, precisamos fazer o autotratamento de 21 dias – 1º tratas de ti, depois vêm as outras pessoas.

As experiências são todas diferentes mas para mim, que sou avessa a rituais e obrigações, fazer o tratamento foi um verdadeiro desafio.

Mas fiz.

 

Isto só por si também é uma forma de autoconhecimento. Mais que não seja é um teste à tua resistência, força de vontade e perseverança. E é por isso que é tão importante fazer o autotratamento.

Quem não o consegue fazer está a falhar uma etapa super importante e eu aconselho vivamente a voltar a tentar. E a insistir, sem batotas e de coração aberto.

 

Partilha

4
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Patrícia ZenAndréJoana Silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
André
Visitante

Fantástico o teu texto. Vejo-me muito nele, a forma como o reiki foi entrando na minha vida, a repulsa inicial…
Com o tempo aprendi que os 21 dias são de facto um processo muito individual, muito singular de pessoa para pessoa, e que todos estão a fazer um caminho certo.
Hoje não correu bem? Hoje só adormeci? Hoje só estava ansioso? (…) são tudo chaves fantásticas que estamos a dar a nós próprios ao longo dos 21 dias.
🙂
Um grande beijinho

Joana Silva
Visitante

A minha experiência com Reiki é maravilhosa. Posso dizer que cada nível que fiz teve um grande impacto em mim, e a partir daí eu fiz bastantes mudanças na minha vida…mudanças que fluíam em vez de me parecer algo forçado.
Obrigada pela tua partilha

error: