Nem Sempre Zen

Desenvolvimento Pessoal & Espiritualidade by Patrícia Zen

Nem Sempre Zen
Browsing:

Categoria: Desenvolvimento Pessoal

Sobre rituais

A nossa vida está cheia de rituais, desde o acordar e tomar o pequeno-almoço, ao ir trabalhar ou ir ao ginásio ou até mesmo o hábito de almoçar com a família todos os fins-de-semana.

Outros mais intensos e nem sempre visíveis são os rituais de passagem da infância para a adolescência, do estado de solteiro para o de casado ou quando um familiar morre e há a tradição de “mandar rezar” missas.

O ritual é um processo de transformação, de concretização ou de organização.

Quando nos iniciamos no mundo espiritual (religioso ou não) também somos confrontados com regras e rituais: a avé-maria é rezada X vezes, a vela acendida deve ser da cor Y para o amor e da cor Z para a prosperidade, o círculo deve ser aberto e fechado, o autotratamento de reiki deve ser feito 21 dias, etc…

Nem Sempre Zen – Quando nos iniciamos no mundo espiritual (religioso ou não) também somos confrontados com regras e rituais

Eu recomendo, a quem se inicia no que quer que seja nesta área, muito foco, dedicação e estudo


Mais que isso recomendo que adaptes a tua prática ao teu dia a dia e à tua maneira de ser.

Eu não consigo levantar-me às 5 da manhã para fazer yoga, ginástica, correr, meditar, fazer a marmita para o dia, tomar banho, pequeno almoço, sumos verdes, fazer a cama e ir trabalhar.

Para mim é um desgaste e uma pressão de que não preciso.

Mas se calhar tu tens tempo e energia para isso. Faz!

Tal como uma dieta alimentar é adaptada a cada pessoa baseada na sua genética, estilo de vida e gostos pessoais, as práticas voltadas para a espiritualidade também devem ser ajustadas a cada um de nós de forma individualizada.

Nem Sempre Zen – As práticas voltadas para a espiritualidade deveriam ser adaptadas a cada um de nós de forma individualizada

Quando eu digo que não tenho rituais, é porque eu não me dou bem com obrigações (porque os vejo desta forma). Mas para ti que estás a começar, se combinar com a tua forma de ser e estar fá-lo.

O mais importante é sentires-te bem, completo e em sintonia com o teu ser.

Os rituais, como já referi, podem ser um acto motivador e organizador que, se assim entenderes, te vão ajudar muito nesta jornada.

Partilha

Ser Feliz

Eu sou feliz.
Mas nem sempre estou feliz.

Nem Sempre Zen - Ser feliz pode esta nas pequenas coisas da vida
Nem Sempre Zen – Ser Feliz, com simplicidade

Ser e estar de bem com a vida

Eu considero-me uma pessoa feliz mas nem sempre estou feliz.

Eu tenho problemas, eu “stresso”, zango-me, as pessoas à minha volta têm problemas, estão tristes e, obviamente, por isso eu não posso estar 100% feliz a todo o momento.

Alguns pseudo-gurus da moda vendem a ideia da felicidade plena. Outros dizem-te aquilo que eu estou a dizer mas embrulhado em frases feitas, brilhantes, cheias de pozinhos de perlimpimpim com muita luz e magia.

Pessoas que espalham a palavra da positividade enquanto se deixam fotografar à beira da piscina num paraíso qualquer das Caraíbas são um cartaz publicitário manhoso e não muito credível, por muito boa vontade que a pessoa tenha.

Sabes o que é que tem valor? A pessoa que está no hospital a fazer tratamentos de quimioterapia e ainda tem a ousadia, a coragem e a valentia de expressar os seus mais profundos sentimentos sobre a vida e o que é ser feliz.

Fazer da vida um conto de fadas é uma fuga para a frente. Porque enfrentar as dificuldades custa muito e toda a gente evita a dor, é natural ao ser humano.

Porque não mudar de atitude?

Nem Sempre Zen - Ser feliz também é guardar tempo para estar com quem é importante
Nem Sempre Zen – Ser feliz também é guardar tempo para estar com quem é importante

Porque não passarmos a dar mais “tempo de antena” e valorizar as pequenas (grandes) coisas do dia a dia, por exemplo:

  • Quando ao caminhar na rua em dias de sol, experimentar a fechar os olhos e sentir o quente do sol no rosto (vê primeiro se não há obstáculos no caminho, queremos-te feliz mas sem “galos”! eheh)
  • Em vez de andares sempre de carro, viaja a pé ou de transportes, de forma a colocares a tua atenção naquilo que todos os dias te passa despercebido: o caminho, as pessoas, as árvores…
  • Guarda 5 minutos antes de dormir para ler uma página (ou 2 ou 3) do teu livro preferido
  • Bebe um chá reconfortante, durante uma pausa e escreve os teus pensamentos
  • Tira do teu precioso tempo alguns momentos para estares com as pessoas que te enchem o coração e te põe um sorriso nos lábios.

São coisinhas tão simples (e clichê, confesso!) mas que podem fazer tanta diferença!

Partilha

Meditação – 20 Janeiro

Hoje convido-vos a mais um momento de união de energias.

Nem Sempre Zen - Meditação 20 de Janeiro de 2019
Nem Sempre Zen – Meditação 20 de Janeiro pelas 20 horas

Dia 20 (domingo) pelas 20 horas, dia que antecede a entrada da Lua cheia, estarei a meditar com o propósito de:

  • Ligar-me mais ao meu “eu”, a quem eu sou de verdade e ter a sabedoria e a sagacidade para manifestar quem sou no mundo material;
  • Ser mais (mais de tudo aquilo que me enche a alma);
  • Assumir e agradecer a abundância na minha vida (saúde, paz, amor, prosperidade financeira, tudo aquilo que temos direito!).

Precisamos de mais verdade para connosco acima de tudo mas também para com os outros.

Por isso esta meditação é sem “mimimis”.

Vamos concentrar-nos em nós, no que somos, no que podemos executar melhor na nossa vida e como poderemos SER melhor.

Vamos olhar para dentro de nós.

Vamos meditar juntos?


Partilha

Feliz 2019!

Que na nossa vida haja sempre lugar para:

  • Sonhar em ir mais longe e motivação para o fazer;
  • Sentir alegria de viver mesmo quando atravessamos dificuldades;
  • Ver a beleza no mundo que nos rodeia;
  • Ter paciência para com aqueles que nos irritam, lembrando que estes são os nossos melhores mestres;
  • Sermos livres e independentes;
  • Nunca perder a esperança;
  • Ser feliz e oferecer felicidade;
  • Amar e ser amado!

Abraço companheiro,

Patrícia (nem sempre) Zen

Partilha

Noite longa

Nem Sempre Zen – Noite Longa

Noite longa

Tão longa quanto as noites mal dormidas

Tão densa quanto a minha aflição e tão escura quanto a minha alma

Tão penetrante quanto o meu coração, que sente e anseia

Mas que não se perde nem se desespera em meio à dor e à tristeza

Na esperança do Sol que o recupera

Sol que nasce da Deusa Mãe, é um presente da natureza que nos abençoa

Celebro Yule de coração aberto, convicta de um amanhecer luminoso

A verdade está na Terra que nos ensina o recolher e o renascer, o semear e o colher

Basta escutar a sua voz carinhosa que sussurra no vento

Deusa Mãe, terra abençoada, honro-te com uma simples vela branca, símbolo de pureza

E agradeço-te a orientação e a luz que me ilumina o caminho através da noite mais longa do ano

Partilha

error: