Nem Sempre Zen

Ferramentas de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal

Nem Sempre Zen

Balanço do ano 2018

 

Balanço do ano 2018: Neste artigo faço um resumo de um ano fantástico, que foi diferente em muitos aspectos daquilo que tem sido o meu “normal” mas… faço também uma proposta.

 

 

Nem Sempre Zen – Balanço do ano 2018

 

 

 

2018 – Hora de arrumar a cabeça

 

Está a aproximar-se o fim do ano, segundo o calendário gregoriano e a maior parte de nós gosta de reflectir e fazer um balanço do ano, dos projectos que se concretizaram e dos que ficaram na gaveta, dos ganhos e perdas, das aprendizagens, das pessoas que conheceram e das que desapareceram.

 

É próprio do ser humano arrumar a sua cabeça a cada final de ciclo. Precisamos dessa organização para limpar o que não nos serve e para abrir espaço para o novo.

 

 

 

Nem Sempre Zen – Pessoalmente este ano foi um período de descoberta

 

 

 

Pessoalmente este ano foi um período de descoberta, de assumir um certo desconforto, de perceber o que vinha negando, de aceitar que há coisas que são o que são e que há todo um mundo novo para desbravar.

Neste ano aceitei coisas que me pareciam impossíveis, o que me veio trazer paz ao coração e permiti-me acreditar em cenários que tinha arrumado para o canto da minha mente.

 

Durante 2018 conheci pessoas extraordinárias, que caminham o mesmo caminho, que estão a mudar, que se estão a rebelar e a (re)aprender a amar(se).

Fiz coisas inimagináveis, que estavam muito além dos meus planos mas ainda bem que cedi e aceitei porque finalmente me entendi e ao meu propósito nesta vida (sem me limitar, pois apesar de saber o que venho cá fazer, as portas estão abertas para o que mais for preciso).

 

 

Meditação – a minha proposta para preparar o Yule

 

O Yule, que se celebra entre 20 e 23 de Dezembro, marca uma nova etapa na nossa vida. O solstício de Inverno está relacionado com o momento de introspecção e o planeamento do futuro por isso aproveita este período para te recolheres e pensar/introspectivar/meditar/orar/conversar…

 

A proposta que te faço é a de meditares comigo hoje à noite, dia 2 de Dezembro, pelas 21:30 (*) com o objectivo precisamente de limpar a mente do passado, de tudo o que não te serve e não te traz benefícios.

Vamos fazer o balanço do ano, mas mais concentrados em nós, na nossa alma e na nossa espiritualidade. Vamos livrar-nos do velho e abrir as portas a tudo o que é desconhecido que venha para nosso bem.

 

 

Nem Sempre Zen – Meditação de Yule

 

 

You darkness, that I come from,

I love you more than all the fires
that fence in the world,
for the fire makes
a circle of light for everyone,
and then no one outside learns of you.

 

But the darkness pulls in everything;
shapes and fires, animals and myself,
how easily it gathers them!—
powers and people—
and it is possible a great energy
is moving near me.
I have faith in nights.”

by Rainer Maria Rilke, On Darkness

 

 

(*) tal como é habitual, se não conseguires meditar à mesma hora que eu, eu pessoalmente acredito que a energia que pomos nesse momento perdura e vibra no universo, quer isto dizer que se meditares antes ou depois da hora proposta as nossas energias acabarão por se unir.

 

 

Partilha
newest oldest most voted
Notify of
Andreia
Visitante
Andreia

Acredito e senti também que 2018 foi um ano muito transformador, talvez uma preparação para algo grandioso… Muito confiante em relação ao novo ciclo que vamos iniciar. Não é tão bom quando vamis alem dos nossis limites?

error: