Nem Sempre Zen

Desenvolvimento Pessoal & Espiritualidade by Patrícia Zen

Nem Sempre Zen
Browsing:

Mês: Janeiro 2019

Todos temos dons e ninguém é “especial”

“Hoje tive uma conversa com um rapaz. Alguém disse a ele que ele possuía dons espirituais muito fortes e que deveria desenvolvê-los. Eu tive a grata oportunidade de lhe dizer: “todos temos dons e ninguém é “especial” por isso”. Precisamos acabar com esse negócio de fazer as pessoas acreditarem que Mediunidade ou Espiritualidade dá poder ou luz a alguém.

(…) Quem tem algo a ensinar não vive de tecer elogios ou de agradar às pessoas. Ensinar conteúdo é fácil, ensinar sabedoria é transformar vidas!”

Alexandre Cumino

Nem Sempre Zen - Todos temos dons e ninguém é "especial"

Creio que o propósito deste texto, publicado originalmente no Instagram, era chamar a atenção para as “falinhas mansas” de quem gosta de agradar aos outros, usando o elogio e promovendo a ideia do quão especial o outro é.

Desde o início da minha jornada de desenvolvimento pessoal que venho lendo que o terapeuta – seja lá do que for – não te vai curar mas sim elevar-te, ensinar-te e motivar-te para que tu te cures a ti mesmo.

Da mesma forma um psicólogo não dá as respostas ao seu paciente, orienta-o para que ele mesmo chegue onde tem de chegar.

“Todos temos dons e ninguém é “especial”

Todos temos algo em nós que às vezes só precisa de um “click” para despertar. E também há uma hora para que tudo se revele diante de nós, por isso, tranquilo.

De alguma forma todos nós podemos fazer algo de bonito com a nossa vida e ajudar alguém. 

“Ensinar sabedoria é transformar vidas”

Usando o exemplo de Jesus Cristo, que ensinou a malta a pescar em vez de lhes por o peixe no prato, há que orientar as pessoas para a sua independência, para não terem de precisar de uma consulta de qualquer coisa esotérica antes de tomar uma decisão importante ou para não sentirem que as respostas estão sempre no outro.

Eu acredito firmemente que um bom psicólogo, terapeuta ou professor, tal com um bom pai ou uma mãe, orientam os seus pupilos, pacientes, filhos, a serem confiantes nas suas capacidades e independentes para tudo na vida.


error: