Book Gift - www.wook.pt

Nem Sempre Zen

By Patrícia Zen: Desenvolvimento Pessoal | Ser Feliz | Vida Saudável

Nem Sempre Zen
Browsing:

Mês: Fevereiro 2018

3 hábitos para perder peso de forma saudável

A criação de hábitos para perder peso de forma saudável não tem de ser um bicho de sete cabeças. Quando eu iniciei a dieta houve três alterações imediatas que fiz na minha rotina diária.

Essas alterações não são novidade para ninguém mas é garantido que vão ajudar a perder peso, sem passar fome e sem gastar muito dinheiro.

 

Nem Sempre Zen – 3 Hábitos para perder peso de forma saudável

 

1. Colocar um ponto final no AÇÚCAR

Uma das primeiras medidas que tomei foi deixar de utilizar açúcar para adoçar as bebidas. Nada de açúcar no café, no chá ou nos sumos naturais. Vai-se a ver e o açúcar é um dos nossos maiores inimigos! Quem diria, tão doce….

O ano passado, veio a público que, na década de 60, a indústria do açúcar nos Estados Unidos ocultou estudos que apontavam para os efeitos nocivos do açúcar no organismo.

 

(mais…)


A primeira consulta de Nutrição: como tudo começou

 

A primeira consulta de Nutrição foi um mero acaso. Mas foi assim que tudo começou.

Já uns meses antes eu tinha sido alertada, pela médica de família, para o excesso de peso e aconselhada a ter mais atenção à alimentação. Nunca, porém, me tinha passado pela cabeça consultar uma nutricionista.

Foi então que, além de fazer mais exercício físico, comecei a ir regularmente às consultas de Nutrição.

 

Reeducação Alimentar

 

A minha nutricionista desde cedo me falou em reeducação alimentar porque na realidade é disso que se trata e não de uma simples dieta para perder peso.

O processo de acompanhamento na consulta de nutrição tem servido para aprender a fazer escolhas mais saudáveis para as minhas refeições e, consequentemente, a mudar a minha perspectiva sobre a comida.

 

Nem Sempre Zen - A primeira consulta de Nutrição
Nem Sempre Zen – A primeira consulta de Nutrição

 

Nestas consultas são elaborados planos alimentares, personalizados de acordo com os horários e adaptado aos gostos pessoais.

Mas uma dieta não se faz apenas de mudanças alimentares. Outro dos aspectos focados na primeira consulta foi a necessidade de voltar a fazer exercício físico de forma regular.

 

(mais…)


Hoje está a ser um dia “nem sempre zen”

Hoje é um dia daqueles, um dia “nem sempre zen”. Isto porque já “meti a pata na poça”, ou seja, comi aquilo que tenho consciência que não devia comer. São coisas que se ingerem por goludice, sem qualquer valor nutricional, com gordura e açúcar de que não preciso.

Às vezes não consigo entender se quando como por gulodice estou mais ansiosa ou se me sinto relaxada. Além de não ter muita noção do estado de espírito que me compele a fazer “asneiras”, há dias em que não sinto motivação alguma para não o fazer. Não tenho muito filtro no sentido de pensar: “não devo e não vou fazer“. Eu funciono mais na base do “apetece-me, força, é só desta vez!“. Obviamente que isso não me ajuda nada.

 

Nem Sempre Zen – Sabotar a dieta

Há momentos em que sou demasiado condescendente comigo própria.

Desde que sou acompanhada na consulta de nutrição consegui perder 6kg, que, entretanto, já recuperei (na verdade, recuperei 8Kg!…) porque descarrilei no meu plano alimentar e deixei de me exercitar com a regularidade necessária.

 

(mais…)


Perder peso: A minha aventura

Perder peso. Uma necessidade.

 

Eu preciso perder peso. Por indicação médica.

Há 12 anos eu pesava 55kg, fazia desporto regularmente e comia pouco devido à ansiedade. Além do trabalho, tinha mil e uma tarefas que me ocupavam durante o dia. Comer não era preocupante nem tão pouco prazeroso, somente uma obrigação.

Hoje tenho 69kg, IMC de 28 e uma vida relativamente sedentária.

 

O que mudou?

Além do peso, o meu estado emocional alterou-se significativamente. Eu costumo dizer que engordei porque me apaixonei. E porque encontrei estabilidade afectiva aprendi a valorizar algumas coisas a que não dava valor, sendo a comida uma delas.

 

 

É quase certo que não voltarei a ter 55kg, porque a idade e o estilo de vida são diferentes. É ponto assente que é mais dificil perder peso depois dos 40 anos mas estou a tentar descer dos 69 kg  para uns mais saudáveis 60 Kg. Porque é disso que se trata: saúde – física e psicológica.

Independentemente de questões biológicas, da nossa individualidade, há pequenas coisas que podem fazer grandes mudanças. Eu ainda estou nesse caminho, a dar pequenos passos para perder peso.

(mais…)


error: